Você tem fome de que?

Gabriel Ruiz | Enxame | Tour Sudeste

São Carlos deu de cara, início a degustação de fast-foods on the road. Depois do desembarque em Sanca vice, ainda no domingo, todos os músicos seguiram para a tradicional lanchonete “Luau lanches”, a duas quadras do Massa Coletiva.  Alguns sanduíches vêm com hambúguer duplo, mesmo sem indicação no cardápio. Pra quem não come carne, existe a opção de hambúrguer vegetariano. Forrou legal. Um dos “Caldos” não aguentou o lanche até o fim e precisou sair às pressas para, bem, aliviar a tensão. Do meu lado, MIB, do Cabruêra, mostrou-se um devorador de catchup.

No dia seguinte, depois das gravações no programa Independência ou Marte, na rádio UFSCar, fomos ao tradicional boteco do Amaral, famosíssimo por seus lanches com hambúrguer caseiro e artesanal. Na hora de comparar qual é o melhor, quase deu briga e decidimos pelo empate empate técnico, que variou de três a quatro estrelas.

Almoço com Caldo e Cabruêra

Saulo e Di Deus cozinhando no Massa

No segundo dia em São Carlos, Eduardo Di Deus e Saulinho do Caldo de Piaba e Coletivo Catraia (Rio Branco / AC) assumiram a responsa do almoço. No cardápio, macarrão e salada: pepino, cenoura e tomate. Molho com carne moída, levemente apimentada. Refri genérico e queijo em pedaço no ralador. Foram cinco pacotes de macarrão “Dia” – marca do supermercado local – um quilo de carne, cinco pacotes de molho pronto, dois tomates e três latas de extrato de tomate para alimentar aproximadamente 17 pessoas. Molho temperado com louro, cheiro verde e pimenta do reino, além de três cebolas e alho. “Mesmo assim foi pouco molho para muito macarrão” – avalia o cozinheiro Di Deus. Preciosismo do baterista, tava bem massa o rango e deu pra comer à vontade.

De noite, antes do show no Palquinho Maluco, além do macarrão que restara, foi servido sanduíche com pão pullman, requeijão, mortadela, com opção de aquecer num tost – que aliás, deixa qualquer lanche simples, bastante saboroso. No acompanhamento, refri genérico de limão. É sempre bacana conhecer marcas de refri locais.

O almoço da quarta-feira (14/4), ficou à cargo de Arhur, vocal do Cabruêra. Rango stile. Arthur preparou arroz com vegetais sortidos, strogonoff de frango, com batatas chips redondas de acompanhamento para cerca de 20 pessoas. Sucesso. Com a pressa, alguns optaram por almoçar em frente ao pc, um contraste e tanto.

Isis, do Enxame: correrias da #NoiteFDE Bauru

Perto das 15h partimos para Bauru, a próxima parada. A viagem durou duas horas aproximadas, passando por cidades como Rio Bonito e Jaú. E teve ainda as cornetadas do GPS, um dos personagens da turnê – tema aliás, de um próximo capítulo…

Anúncios

4 Respostas para “Você tem fome de que?

  1. Ah, o show no palquinho foi muito legal, a estadia no Massa sempre representa (apesar de ter dormido na Cremosita) e o almoço tava um delícia. Almoçar na frente do computador, dependendo da situação, é mais que necessário…

  2. Ah, outra: da próxima vez a gente apresenta o Planeta Lanches e o famoso e mais que delicioso Carlão!

  3. Ô Cozinha da Mamãe Dolores só sai coisa boa hein, mesmo com pouco molho hehe!

  4. Pingback: A noite do Palquinho Maluco na UFSCar « Fora do Eixo Tour

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s