Camarones Tour . 20/05 . Anápolis/GO

foto

CORRERIA QUE VALE A PENA

Por Foca

14h no aeroporto, 16h dentro do avião, 18h no aeroporto de novo, 18h30 na rodoviária, 18h40 dentro do ônibus, 22h dentro do translado, 23h tocamos!

Com esse breve resumo vocês já vão ter um pouco de ideia da correria que foi chegar e tocar aqui na simpática Anápolis, cidade de grande porte, bem perto de Goiânia. O Camarones estava dividido em três partes. A primeira saindo de São Paulo comigo, Kaká e Ana Morena. A segunda saindo de Natal com Xandi e Léo e uma terceira que foi nosso fotógrafo oficial e amigo Nicolas Gomes que entrou na barca em Brasília.

Depois de todo o corre para não perder nenhum horário (o que significaria um atraso bem grande no show) deu tudo certo. Não sem antes rolar duas tensões. A primeira foi que chegamos na rodoviária de Brasília faltando 10 minutos pro nosso ônibus ideal. Só deu tempo de dar um abraço na turma do Coletivo Esquina, que gentilmente nos pegou no aeroporto e nos deixou na rodoviária e voar pro guichê e comprar as passagens.  Nesse meio tempo não achamos Nicolas como combinado, depois de algumas tentativas o achamos por telefone (valeu Denise Vilar Assessoria) e descobrimos que ele estava em outra rodoviária e entraria no ônibus em seguida. TUDO CERTO!

Apesar de um pouco corrida as viagens foram tranquilas. Rumamos direto pra Choperia Pau Brasil e já montamos tudo pro show. O lugar deve caber umas cento e poucas pessoas e deveria receber umas 50. Com uma sonorização boa pro tamanho do espaço começamo0s o show sem atropelos mas um pouco desconcentrados com a correria de chegar e com o proprietário pedindo para baixar um pouco o som (brochante, mas atendemos e entendemos o pedido do cara). Com duas ou três músicas já nos ambientamos com o local e ai o show fluiu bem até o final.

Finalmente comemos algo e vimos um bom pedaço do incrível show do Rinoceronte do RS, banda que ainda vai dividir duas datas conosco nessa tour.  Ótimos parceiros de som e de papo. Conexão dos Rio Grandes em Anápolis.

Fomos hospedados no lugar onde vai funcionar a Casa Fora do Eixo Anápolis, espaço que vai ser gerido pelo Coletivo Pequi. Pelo que deu para ver será um grande espaço que deve inaugurar no próximo semestre. Valeu turma boa, obrigado pela receptividade e simpatia. Agora é Goiânia com o Bananada. Até lá!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s