Em Sabará

Por Isis Maria Minera

Horas de sono e bora gordão, estrada rumo a Sabará. Cidade histórica ao lado de BH, sede do Fórceps, saimos mais tarde para ir mais tranquilos, as rodovias mineiras são foda. Pistas únicas, alguns trechos tem cara de filme de Tim Burton: bonitos mais tétricos.
Chegamos 19h15 na casa sede do coletivo. Linda, antiga, cheia de história. O pessoal nos esperava com aquele jeito minero, cativante e comida quente.
Tourton seriam os primeiros, às 21h, porque o vizinho reclama do som. Pra gente, todo dia parece sábado mas era terça e no outro dia as pessoas trabalham. Rolou bem, seguido pelos Conejos, que por estarem mais baixos me soaram mais profundo que nos outros dias. Depois, a Maior Orquestra Especifica de Cumbia não rolou mas uma jam é de lei, Leandro, Caio na bateria e Gabriel.
Por causa da chuva, que deixou Patos muito úmida, as roupas não secaram, então, assim que chegamos, os Tourton montaram varais no quarto, e junto com vários colchões, parecia um pequeno cortiço. Camisetas, toalhas e cuecas por todo lado, na esperança do cheiro de cachorro molhado ir embora.
Eu já não aguentava de cansaço, mas nossos anfitriões ainda fizeram um pequeno passeio para gravar um programa com as bandas.

 

Nosso cortiço!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s