Poesia na estrada

Os cantores e também escritores Vane Pimentel e Garboso Pavão, do Vandaluz e dOs Rélpis respectivamente, além de outros colaboradores, estarão compondo e postando suas poesias.
Serão poesias inspiradas no cotidiano da tour sendo criadas e postadas diariamente.
Acompanhe…

11/jun

Espere
mais uns dias
para ver nosso cortejo
nas noites fora do eixo…

Caiubi Mani

13/jun

Em pé, vejo ela…
De passos vou além,
Do além, tem um ciclo…
De tempos em tempos, conto com passos…
Sou certeiro, terei 12 deles!
O necessário, o preciso, o relato já fixo, semente!

Que sério. Me vejas mais engraçadinho pois, eu o tento ser!
Sentirei saudades?

Já está crescendo!

Lindo!

Já está crescendo!

Forte!

Vai subir?!

Garboso Pavão

18 de junho

Tal, tal, tal,tal, tal, tal…

O tal do som é o  alimento do tal da’lma

nos causa o tal da euforia

nos causa o tal da calma

O tal do Jetru Tal

e o tal fulano de tal

é que dão sentido para tal

Chega  de tal!!

que tal o TAL TOTAL ?

o TAL FATAL

quando levanta a cabeça do tal…

composição conjunta: Os Rélpis e Vandaluz

19 de junho

As compreensões sobre a grandiosidade se estende, tudo é incidente,

cidente.

VIDA – és tudo no meu coração

Suão de bate vara

em meu caminhão

suave suave suave

ela é treminhão

Encanta e suave

ela é amorzão

Assim se és de és deles

Cambota truvave/bang do Carlão

xibang barambambang.

Conra Quequê

21 de junho

“My home is aonde estomes/Embromation revolution”

My home is a Babilon

My home is congregación

My home is a Mc Donald’s

My home is my dog’s house

My home is my mother home

My home is my Sharon Stone

My home is a Babilon

My home is congregación

My home is aquela Torre Eiffel

My home is Azerbaijão

My home is a gasolina

My home is o WORLD TODO!

Garboso Pavão

22 de junho

E por hoje, no dia que desligou-se o sonzinho de pilha!

No dia em que não funcionou a caravana da ALEGRIA…

Dizemos tchau, bye-bye e um belo até logo para os sons… de Vandaluz!

Descansando em paz, em nossos colchões… após o show Radiofônico em Marte!

Dizemos… mais uma vez, todos juntos, e mesmo que sejam de longe:

Bate uma vitamina com MAMÃO!

Sabe-se lá o que essa experiência nos trouxe, sabe-se lá o que outro levaram com si!

Só podemos dizer que continuamos felizes pelo ir à frente, mas tristes por deixá-los ir!

Garboso Pavão

28 de junho

Preparar…

Apontar…

Fogo, não! Mas pode sair correndo!!!

Correndo atrás de mais!

Correndo atrás de todos!

Esses todos, são lugares!

Os lugares que nos hão de querer!

Preparar…

Preparados… para muito mais!

– Eu sei, eu sei que “eu devia viver menos”!

Mas eu não sei viver MENOS!!!

Obrigado pelos dois dias de aventuras

ao lado das PORCAS e das BORBOLETAS!

Garboso Pavão

Anúncios

Uma resposta para “Poesia na estrada

  1. Isso faz falta na Vida
    tais palavras
    quais versos rimam
    com a verdadeira
    e justa
    Alegria
    justa e plena à todos
    queira!
    quero!
    deliciar na música
    e na poesia rasgada
    que continua nos trilhos
    nos sonhos, no além
    e se materializa!
    no sub-consciente..
    Vandaluz
    andaluz
    daluz
    luz..
    iluminados Vândalos!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s